sábado, 22 de novembro de 2008

Elevador (es)

A porta abre-se. Entramos. Olhamos um para o outro. Sorrimos. Encostas-me para um canto e beijas-me. Com desejo, paixão e euforia. Tens os la'bios carnudos, como os meus. São quentes como o que sinto em cada pedaço que compoe o meu corpo.
Não consigo respirar. Acordo. Assim foi sonho. Assim o era sempre que partilha'vamos no elevador.

9 comentários:

diz q disse disse...

Sonhos engraçados ;)
Esses são realizaveis com alguma facilidade :) pode nao ser é dos lábios q queres ou q sonhaste.... mas é realizavel :)

Continuação de bons sonhos ;)

Bjs

PontoGi disse...

:-)
obrigada diz.
beijos

loira disse...

ai se os elevadores falassem... ;)

S. G. ex - Fernando Pessoa disse...

nada como ler este blog para aumentarmos o nosso leque de fetiches :)

PontoGi disse...

Fp,
:-)

e' bem verdade loira!

PontoGi disse...

Fp,
:-)

e' bem verdade loira!

Bruno Marques disse...

Gostei muito do texto. Espero que continues a ser muito feliz dentro de elevadores...:)

Anônimo disse...

... a intensidade da paixão nos elevadores depende, at least, de duas variáveis: número de andares x média de utilização vs superficie a beijar!
Tinha quantos andares o edifício em questão?

PontoGi disse...

9 andares, meu caro anonimo.
quanto ao resto...perdi a conta.
beijo