quarta-feira, 5 de março de 2008

Surpreendes-me por trás, agarras-me com força os cabelos. Na pele sinto o teu toque, o calor da tua pele, sinto o gesto em cada cabelo que sustentas. É forte. Aproximas-te e murmuras: "Esses teus caracóis....".
O teu calor é mais intenso, os meus tímpanos filtram cada palavra. Agrada-me o timbre e, sobretudo, o tom com que são ditas.
Fraquejo, falta-me o fôlego.
Por escassos segundos, desligo-me de tudo o que me rodeia.
Fraquejo. Falta-me o fôlego. Agrada-me. Sorrio.

5 comentários:

Fernando Pessoa disse...

cof, cof, cof (é só tosse, não incomodo o momento, podes continuar...)

El Salib disse...

Caracóis...

PontoGi disse...

Não há mais nada a acrescentar, FP.
Sim, El, caracóis.

Bruno Marques disse...

Muito bem! Para quando o livro?

PontoGi disse...

P'ra um dia desses Bru.
beijo